MENU

08/11/2018 às 15h19min - Atualizada em 08/11/2018 às 15h19min

O vegetal é consumido internacionalmente e carro chefe em muitos pratos típicos no Brasil

    A curiosidade sobre esse vegetal começa pelo seu nome: milho; palavra de origem indígena caribenha cujo significado é “sustento da vida”. É primo do trigo e arroz, por ser também um tipo de grão. Esse alimento surgiu há cerca de sete mil anos onde hoje está localizado o México e Guatemala. Seu cultivo é feito há quase quatro mil anos.

           A reprodução do milho é algo muito curiosa, pois é feita a partir do seu cabelo, ou barba, que transporta os grãos de pólen para fecundar os óvulos da espiga. O próprio cabelo é seu reprodutor. E o período entre o plantio e colheita é curto, comparado a outros vegetais, dura apenas 150 dias. Uma espiga de milho perfeita tem, em média, 800 grãos distribuídos em 16 linhas, existem mais de um tipo de milho atualmente.

           O milho é um dos grãos mais cultivado no mundo, principalmente nos Estados Unidos, China, Índia e Brasil. Segundo a Agência Embrapa de Produção Tecnológica (Ageitec), o milho é cultivado em quase todo o território nacional. Cerca de 77% da área plantada e 92% da produção concentram-se nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Mas tanto o número referente a produção quanto a plantação vem sofrendo alterações ao longo dos últimos 31 anos.

           O milho tem um papel econômico de extrema importância, pois pode ser utilizado de diversas formas, que vai desde a alimentação animal até a indústria de alta tecnologia. Cerca de 5% da produção brasileira de milho é destinado ao consumo humano, a maior parte serve para as rações animais.

O uso do milho nas décadas passadas

           O amido de milho era muito utilizado para engomar roupas, inclusive a marca predileta das donas de casa era a Maisena, que foi criada em 1840 e chegou ao Brasil em 1874. Outra receita de vó é o chá com os cabelos da espiga, que dizem ser excelente para os rins.

No México, os indígenas extraíam uma espécie de mel dos grãos de milho. E as tortillas mexicanas tem como base em sua receita o milho, que é um dos principais itens na culinária do país.

Existem mais de três mil produtos feitos do milho, como salgadinhos, óleos, margarinas, cereais, sorvetes, sucos, balas, chicletes, e até na cerveja e uísque. O milho também é responsável pela produção do etanol, adesivos, talcos e fogos de artifícios.

No Brasil, existe uma data comemorativa que não pode faltar esse vegetal: a festa junina. Quase todos os alimentos dessa festa tem como base o milho, como o bolo de fubá e do próprio milho, canjica, curau, pamonha, pipoca, milho cozido, e por aí vai.

Link
Relacionadas »
Comentários »
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...