06/09/2019 às 14h23min - Atualizada em 06/09/2019 às 14h33min

Redes Sociais – A democratização das oportunidades

As Redes Sociais abrem novas possibilidades para que as pessoas possam mostrar para um público cada vez maior e mais segmentado suas capacidades artísticas. Se não existisse internet e o infinito palco das redes sociais uma safra de artistas como Justin Bieber, Shawn Mendes, Anitta, Mallu Magalhães e agora Ananda Morais, nascidos e crescidos nesta era, jamais teriam sido descobertos.

DINO
https://www.youtube.com/channel/UCTtBErylWhL8pbc4h0eaUsw?view_as=subscriber

Não é novidade para ninguém que a internet diminuiu fronteiras, personalizou a maneira como as pessoas consomem entretenimento, conhecimento e tantas outras coisas.

Graças a internet hoje é possível visitar qualquer lugar do mundo sem precisar sair de seu quarto, escolher sua programação nos canais on demand, fazer compras, contratar serviços, pagar contas e uma infinidade de coisas.

Além disso, a internet abriu a possibilidade das pessoas se conectarem de uma forma muito mais próxima e constante com pessoas conhecidas ou que possuam algo em comum, seja o estilo de música, um tipo de comida, locais que gostam de frequentar, entre outras coisas. Foi assim que em 2004 a primeira grande Rede Social foi criada por Mark Zuckerberg, o Facebook.

Após o nascimento do Facebook apareceram diversas outras redes que cresceram com a mesma ideia base de aproximar as pessoas através de interesses em comum, criando o sentimento de pertencer a algo maior, pertencer a uma comunidade. YouTube, Instagram, Twitter, Musical.ly (atualmente chamado de TikTok) são redes sociais que até hoje continuam se reinventando e trazendo cada vez mais maneiras de conectar as pessoas.

As redes sociais, com todo o seu poder de unir pessoas da mesma tribo, trouxeram a possibilidade de uma democratização muito maior de oportunidades às pessoas “comuns”, que de dentro dos seus quartos viram a possibilidade de mostrar sua arte simplesmente através de seu celular.

Se não existisse internet e o infinito palco do Instagram, YouTube e Musical.ly, provavelmente não haveria uma safra de artistas como Luan Santana, Justin Bieber, Anitta, Shawn Mendes e Mallu Magalhães.

Assim como esses artistas, nascidos e crescidos na era das redes sociais, sem esse novo canal de oportunidades muitos provavelmente não teriam como conhecer a jovem Ananda Morais que já incorpora em sua trajetória artística essa nova forma de divulgação de conteúdo.

Ananda, que hoje se posiciona como cantora pop com o lançamento de “Só Vem”, primeiro single da cantora de 16 anos, começou nas redes (Musical.ly, que virou Tik Tok) com um cover do rapper Projota, “Hoje Ela Só Quer Paz”, em 2016. Era quase um teste de fogo que se impôs, já que era muito tímida, mas queria colocar o talento vocal à prova. Com 12 anos à época, foi aprovada com louvor. A aceitação na rede foi alta e a mais importante veio em casa – seu avô era percussionista dos Novos Baianos, e o pai, Tom, também é músico.

“Foi uma descoberta eu conseguir me comunicar com as pessoas assim, pois era muito tímida. Sou até hoje, mas esses vídeos nas redes fizeram com que evoluísse muito”, diz a cantora que complementa “se não fossem as redes sociais talvez eu nunca descobrisse do que eu sou capaz e da quantidade de pessoas que gostam do que faço, devo tudo o que esta acontecendo a essas plataformas”.

Benditos sejam os palcos da internet que permitem que tantos talentos como o da Ananda e de tantos outros jovens artistas, por ai escondidos, explodam para o mundo.



Website: https://www.youtube.com/channel/UCTtBErylWhL8pbc4h0eaUsw?view_as=subscriber
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...