MENU

03/10/2019 às 16h14min - Atualizada em 03/10/2019 às 16h14min

9 Dicas Para Melhorar o Desempenho Dos Pneus do Seu Carro

Todo motorista se preocupa com o desempenho dos pneus do seu carro. Afinal, eles estão entre os principais estimuladores de custos com a manutenção do veículo. É verdade! Não estamos falando só de comprar pneus, mas sim de vários outros gastos com o automóvel.

Por exemplo, você sabia que o pneu do carro pode influenciar em até 20% do consumo de combustível do seu automóvel? Pois é! Isso sem falar na revisão do sistema de suspensão, freio e, claro, em comprar um novo jogo de vez em quando.

Mas como você pode aumentar o desempenho dos pneus do seu carro? Existem 9 ações simples que você pode fazer hoje mesmo para começar a aproveitar melhor essas peças. Confira a seguir quais são:

1. Alinhamento

O alinhamento é uma ação de manutenção preventiva muito importante para o carro. Seu objetivo é alinhar as rodas do veículo em relação ao solo e, claro, em relação umas às outras.

O objetivo é deixar as rodas retas em relação ao solo e paralelas entre si. Isso permite que o carro rode mais facilmente e sem resistência. Quanto mais suave for o andamento, menos desgaste nos pneus e também menos combustível será necessário para fazer o veículo funcionar.

2. Balanceamento

Assim como o alinhamento, realizar o balanceamento das rodas é essencial para melhorar o desempenho do carro. Isso porque a função do balanceamento é equilibrar as rodas para garantir que nenhuma delas esteja acima ou abaixo da outra.

Na prática, um carro balanceado roda sem vibrações e com desgaste igual por todas as peças. Assim, o desempenho dos pneus aumenta e você não precisa comprar novos tão cedo.

3. Calibragem

A quantidade de pressão dentro de um pneu é fundamental para o seu desempenho tanto em termos de desgaste como em termos de gasto de combustível. Sozinha, ela é o principal elemento que produz custos nessas duas áreas.

Em termos de desgastes, a calibragem afeta o nível de uso do pneu se ela estiver abaixo ou acima do indicado. Por isso, é importante respeitar as normas estabelecidas pela fabricante para manter a peça em ótimas condições.

Já em relação ao combustível, uma calibragem insuficiente faz com que o motor precise trabalhar muito mais para mover o carro, o que resulta em maior consumo de combustível por parte do automóvel.

4. Direção

O motorista também é um elemento vital no controle do desempenho dos pneus do carro. Afinal, alguns maus hábitos de condução gastam mais a borracha do que outros. Por exemplo, acelerar ou frear bruscamente faz com que os pneus se desgastem muito mais.

Além disso, passar por buracos ou lombadas sem que as rodas estejam retas causa danos internos que podem romper a câmara do pneu e levar ao surgimento de bolhas na peça.

5. Tamanho

O desempenho do pneu é muito determinado pelo seu tamanho em relação ao motor e carro utilizado. Para um hatch normal, como o Chevrolet Onix ou o Hyundai HB20, o pneu não pode ser muito maior do que o determinado pela montadora.

Isso acontece porque quanto maior o pneu, mais pesado ele é. Quanto mais pesado, mais força o motor deve fazer, especialmente se for um 1.0 que produz ao redor de 100 cavalos de potência. Quanto mais força, mais combustível.

6. Resistência

Todo pneu tem uma etiqueta que vem com uma classificação em três critérios diferentes. Um dos critérios é a resistência ao rolamento - um indicador de desempenho importante para o consumidor.

Quanto mais resistente ao rolamento for o pneu, mais difícil será de girá-lo e, por consequência, mais força o motor terá de fazer. Na prática, menos eficiente será o pneu e mais combustível será consumido.

7. Tipo de pneu

Existem diferentes tipos de pneus, cada um indicado para um tipo diferente de terreno e uso. O on-road, por exemplo, é um pneu que deve ser usado na cidade e em rodovias bem asfaltadas. Por isso, ele tem sulcos menores, o que permite maior aderência com a pista.

O off-road é o contrário: tem sulcos maiores para retirar a água e lama de uma estrada de terra. Além disso, ele é mais resistente para evitar ser furado por uma pedra, por exemplo.

Já o pneu misto tem características para ser usado nos dois ambientes: tanto na cidade, quanto na terra. Por fim, há o run flat, que é um pneu com câmara interna mais sólida, que permite que ele rode por alguns quilômetros, mesmo se estiver vazio.

8. Procedência

Um dos elementos que mais influencia o desempenho dos pneus é a procedência deles. Por regra, pneus novos vão durar muito mais do que pneus remold ou recauchutados. Por essa razão, vale a pena comprar pneus com procedência.

Os pneus recauchutados e remoldados são mais baratos, mas duram muito menos. Os remodelados, no melhor dos casos, dura aproximadamente 25 mil quilômetros, o que é menos da metade da vida útil de um novo. Os recauchutados duram ainda menos do que isso.

Diante desses resultados, vale a pena investir um pouco mais para comprar um pneu novo para poder tê-lo por mais tempo. Economicamente falando, é a melhor solução.

A conta é simples: mesmo que um pneu remoldado seja 30% mais barato do que um novo, ele dura menos de 50%. Matematicamente, você terá de comprar dois remold no mesmo tempo que compraria apenas um. No fim, acabaria pagando mais.

9. Freio

O sistema de freios também causa impacto no desempenho dos pneus do carro, já que eles interagem diretamente o tempo todo. Sempre que você freia o carro, a pastilha do freio segura o pneu para que ele pare de rodar.

Para melhorar o desempenho das peças, é importante contar com o Freio ABS, já que ele tem um sistema que evita que a roda trave e seja arrastada pelo chão. Além de diminuir a dirigibilidade, esse tipo de ação causa muito desgaste no pneu.

Como pode ver, existem muitas ações que você pode adotar hoje que melhorarão o desempenho dos pneus do seu carro, desde a vida útil deles até o impacto em outros sistemas, como o freio ou o consumo de combustível do automóvel.

Gostou das dicas? Então comente abaixo qual delas pareceu a mais útil para você!
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...