MENU

04/10/2019 às 11h07min - Atualizada em 04/10/2019 às 11h07min

Enade: Inep estuda divulgar nomes de estudantes com melhor desempenho

Mariana Tokarnia
Agência Brasil
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) estuda mudar o edital do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) no ano que vem para divulgar os nomes dos estudantes que tiveram os melhores desempenhos no exame. A intenção é tornar público apenas os nomes daqueles que acertaram mais de 60% da prova. Não será divulgada a nota específica, mas a faixa de acertos. 

“A gente quer divulgar quem foram os alunos que tiveram melhor resultado por curso como forma de incentivo para que ele busque ficar entre os melhores, para colocar isso no currículo”, diz o presidente do Inep, Alexandre Ribeiro Lopes. 

Atualmente, apenas os próprios estudantes têm acesso às notas individuais. A intenção é divulgar os estudantes com melhores desempenho por faixa, ou seja, por exemplo, aqueles que acertaram de 60% a 80% da prova e aqueles que acertaram entre 80% e 100% da avaliação. 

A divulgação das melhores faixas de desempenho servirá para estimular os estudantes a “levar a sério a prova”, segundo o ministro da Educação, Abraham Weintraub. A medida ainda está em fase de estudo pela pasta e, segundo o ministro, será debatida com os agentes envolvidos antes que a decisão seja tomada.   

Nota mínima

O Enade é um exame feito por estudantes - ao final dos cursos de graduação - para avaliar conhecimentos, competências e habilidades desenvolvidas ao longo do curso. O estudante precisa fazer o exame para colar grau e receber o diploma, mas não existe a obrigação de uma nota mínima para que ele seja aprovado. Isso, segundo o ministro faz com que os estudantes não se dediquem à avaliação e ela acaba não refletindo a qualidade dos cursos de ensino superior ofertados no país. 

O ministro defende mudanças mais duras, como a punição dos estudantes que tiveram baixo desempenho. “Uma pessoa que faz a prova e acerta 10% das questões não deveria se formar”, diz. Mas, segundo ele, isso ainda precisa ser discutido. 

De acordo com os dados divulgados hoje (4) pelo Inep, a média geral das notas dos estudantes da maior parte dos cursos avaliados foi menor que 50 pontos, em uma escala que vai até 100. 

Com base nas notas dos alunos é calculado o chamado Conceito Enade, que classifica os cursos em uma escala de 1 a 5, sendo 5 a nota máxima. Em 2018, apenas 492 cursos superiores tiraram a nota máxima no Enade. Esses cursos correspondem a cerca de 5,8% do total de 8.520 que tiveram o desempenho divulgado. 

Cursos avaliados 

Foram avaliadas em 2018 as seguintes áreas com cursos de bacharelado: administração; administração pública; ciências contábeis; ciências econômicas; comunicação social – jornalismo; comunicação social - publicidade e propaganda; design; direito; psicologia; relações internacionais; secretariado executivo; serviço social; teologia; turismo.

Foram avaliados também os cursos superiores de tecnologia em comércio exterior; em design de interiores; design de moda; design gráfico; gastronomia; gestão comercial; gestão da qualidade; gestão de recursos humanos; gestão financeira; gestão pública; logística; marketing; processos gerenciais.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...