25/06/2016 às 20h20min - Atualizada em 25/06/2016 às 20h20min

Franquia de beleza cresce o dobro do que outros segmentos e capacita 20 mil

EFAC ministra cursos de cabeleireiro, manicure e estética e expande para Norte e Sul com unidades modulares, que permitem crescimento gradativo

Paula Salas - PressWorks
Rede oferece cerca de 40 cursos e já formou mais de 20 mil alunos (Foto: Divulgação/EFAC)
No ano passado, as franquias passaram quase intocadas à crise. Em grande parte, o crescimento frente ao cenário desfavorável se deve ao segmento de beleza, que teve uma expansão duas vezes maior do que a média total em 2015 - 24% contra 11,2%, segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF). Para a EFAC, rede de formação profissional do setor, o contexto é ainda melhor: a escola vem se destacando entre aqueles que buscam recolocação profissional e até começar o próprio negócio. Assim, de falta de clientes seus franqueados não podem reclamar.
 
As unidades foram pensadas para atender desde pequenas regiões até grandes centros metropolitanos. Para tanto, a franquia oferece um modelo de negócio modular, que permite investir em uma estrutura enxuta e expandir conforme a demanda e o sucesso do estabelecimento. A versão menor é a Prime, com investimento inicial de R$ 96 mil; a Master é a intermediária, pode ser montada a partir de R$ 138 mil e inclui espaço de estética; por fim, a Premium custa R$ 163 mil e é a maior de todas, comportando duas salas de cabeleireiro, uma de estética, uma de manicure e pedicure e uma multidisciplinar.
 
“É um segmento com demanda crescente, em todos os lugares, mas queremos que o franqueado escolha a opção que cabe no seu bolso e migre de formato com o tempo, crescendo junto com sua unidade”, diz Marta Rocha, fundadora e diretora da empresa. "Além disso, os alunos sempre voltam, fazem novos cursos e se especializam. Ou seja, há uma demanda constante e crescente”, afirma.

Quem é a EFAC

Com mais de doze anos de experiência e franqueando desde 2013, a rede oferece cerca de 40 cursos - entre oito de formação e mais de trinta de especialização -, que vão do básico (cabeleireiro, manicure/pedicure, massoterapia, etc.) ao avançado (aplicação de mega hair, colorimetria, shiatsu, etc.). “O leque é amplo para assegurar a lucratividade dos nossos franqueados e as turmas são montadas antes do início das operações para garantirmos os resultados”, diz Marta.
 
Para a diretora da marca, o crescimento contínuo do segmento de beleza na última década faz com que o mercado absorva com facilidade novos profissionais, o que permite a constante renovação e a expansão para outras cidades. "Devido ao contexto de desemprego crescente, muitas pessoas têm escolhido entrar para essa área”, explica a empresária, que ressalta: "Uma das grandes vantagens, inclusive, é que os alunos conseguem começar a trabalhar a partir do terceiro mês de curso, o que facilita o equilíbrio do orçamento". Depois de formados, a perspectiva é alcançar salários superiores a R$ 3 mil - ou mesmo abrir o próprio negócio.
 
Em termos de expansão, Marta conta: “Encontramos neste o momento ideal para abrir unidades no Norte, Nordeste e Sul do país. Já estão em negociação, inclusive, escolas no Paraná, Rio de Janeiro e Rondônia". Hoje, a EFAC, que já formou mais de 20 mil alunos, tem sete unidades espalhadas pelo estado de São Paulo.

Quem quer ser um franqueado

Não é necessário ter experiência na área para abrir uma franquia da  EFAC. O suporte oferecido pela rede vai da escolha do ponto à capacitação do franqueado, passando pelo projeto arquitetônico, software de gestão, materiais, divulgação e estratégia de captação de alunos. A empresa disponibiliza também orientação para o recrutamento e treinamento para as equipes que irão compor as unidades.
 
O faturamento de uma unidade básica da EFAC gira em torno de R$ 70 mil mensais, com lucratividade de 20% a 30%. O retorno do investimento ocorre entre 12 a 18 meses. O interessado em abrir uma franquia da marca pode se cadastrar pelo site.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...